sexta-feira, 10 de março de 2017

Ficamos esclarecidos

Mais uma vez, o Portugal real aparece. O do Estado que nos une. O do supremo interesse nacional. O da coesão. O do serviço público. O das empresas estratégicas. O que todos pagam, mas só alguns têm.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!