sábado, 11 de fevereiro de 2017

Até o leitão se deve ter rido.

Obviamente, não tenho gosto nenhum em ver alguém ser assaltado. Já me aconteceu exatamente isto, e ainda hoje desejo que os indivíduos que me roubaram o computador e partiram o vidro do carro padeçam de comichões eternas e não tenham unhas para se coçar.
Mas, com mil raios, não perdi "o trabalho de uma vida". Não sou tão estúpido que levasse na mala do carro a artilharia toda - computador, discos rígidos, as apresentações em powerpoint... Que género de cretino faz uma coisa destas? E que confiança se pode ter num secretário de estado assim? Um quase-quase-doutorado que ainda usa powerpoint? Acreditamos mesmo que os planos secretos da Nação em áreas tão sensíveis como as próximas negociatas com a EDP e a Iberdrola, ou as contrapartidas espanholas por Almaraz, estão a salvo?
Quanto a mim, Carlos Martins já devia ter sido demitido, detido pelo SIS e rudemente interrogado, até confessar exatamente o que levava na pasta, nos discos rígidos e nos tabletes. Ah!, e não se esqueçam do assessor, que deixou a carteira abandonada enquanto se lambuzava de leitão...
 



Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!