segunda-feira, 21 de novembro de 2016

O nazismo reabilitado pela esquerda portuguesa?


Em alguns meses, o mundo mudou realmente. Ontem, Angela Merkel anunciou que se recandidata ao cargo de chanceler da Alemanha. Por cá, parece que era a notícia que as legiões esquerdistas esperavam. Agora, chamam-lhe a paladina dos valores democráticos, a defensora da liberdade, a líder do mundo livre, a última esperança. Sim, esses mesmos, os que a apelidavam de nazi, de assassina, de ditadora. Assim, sem vergonha na cara.



(Isto era em 2012, em plena Era das Trevas)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!