segunda-feira, 22 de agosto de 2016

É disto que é feito Portugal

Ontem à tarde, a serra do Marão estava a arder. À volta, a Freguesia de C. que os F. lançava foguetes, alegrando a Romaria de Nossa Senhora da P. que os P.
(Foguetes é aquela coisa que se atira para o ar, a arder, no meio do restolho e do mato seco, mesmo quando a temperatura está bem acima dos trinta graus centígrados).
O Povo costuma gostar muito do fsssshhhhhcccchhhh-pum-pum-ratatá! E, claro está, o senhor presidente da Junta e o senhor Pároco de C. que os F., a Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora da P. que os P. e o senhor presidente da Câmara Municipal da C. da Mãe Dele (desejosos, talvez, de tomar posse municipal das serras ardidas, conforme prometeu a senhora ministra desta M. toda), fazem a vontade ao Povo e a Deus Nosso Senhor, mais as suas muitas Mães.
Para as culpas, os tabloides lá hão de encontrar um madeireiro bêbedo ou uma multinacional do papel.

É disto que é feito Portugal.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!