terça-feira, 26 de julho de 2016

O senhor Martins, hoteleiro do Montijo



O senhor Raul Martins assumiu este ano a liderança da Associação da Hotelaria de Portugal que, com 600 associados, representa mais de 60% do número de quartos dos hotéis do país. Se representa tantos quartos de hotel, o senhor Martins tem toda a autoridade institucional para dizer o que disse numa entrevista, ontem, ao Público. Eu arrisco mesmo a dizer que tem autoridade institucional e pessoal, pois usa um pin no seu blêizer azul-marinho com botõezinhos doirados.
E o que disse o senhor Martins? Pois, no meio de muitas parvidades e coisas acertadas, disse:
O turismo faz-se num local onde há algo de que se possa desfrutar. As pessoas não fazem ski no Verão. Estamos sempre a cometer erros, como construir autoestradas no interior para incentivar investimentos…
O que é que pode reter as pessoas ali? Só aspetos diferentes. A neve, o sol e mar, a parte histórica, isso interessa às pessoas. Se o Museu do Azulejo estivesse numa cidade do interior não iriam lá tantas pessoas. Às vezes esta vontade de que no interior se criem condições para atrair pessoas é uma utopia. E Portugal é muito padrinho da utopia.
Não é um problema. É o que é. Por que é que hão de viver tantas pessoas no interior como no litoral, quando o litoral é melhor?
Naturalmente, como bom português, terminou com a conversa habitual:
O Governo tem de fazer o seu trabalho. Nós, particulares, andamos a fazer investimentos, mas as infraestruturas têm de ser feitas pelo Governo, pela ANA, que publicamente já disse que quer a solução Montijo. Neste aspeto, o Governo não está a fazer o seu trabalho.
Ora foda-se, senhor Martins. Fazer aeroportos no Montijo é mesmo melhor do que autoestradas no interior? Os seus quartos de hotel de Lisboa, onde muitos portugueses são obrigados a dormir porque o Estado se concentra na zona do Montijo, que façam uma vaquinha e que o paguem!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!