domingo, 17 de abril de 2016

Lixo

Li hoje um artigo no Diário de Notícias acerca de um francês, Antoine Repessé, que acumulou plásticos, papel, vidro e metal em casa durante quatro anos. Fotografou tudo e agora editou um livro com as fotografias, para nos mostrar o lixo que fazemos.
Não são as fotografias ou o livro que me impressionam. I
mpressiona-me, isso sim, este dado sobre a quantidade de lixo que produzimos: são cerca de 450 quilos de lixo doméstico, por habitante e por ano, tanto em França, o país deste fotógrafo, como em Portugal (mais coisa menos coisa. Na notícia diz 365 em França, mas não vi nenhuma estatística assim).
Também me impressiona que o artigo seja colocado na secção «Artes» do jornal, assim de forma tão ligeira. Talvez seja preciso o Papa dizer umas generalidades sobre a coisa para que olhemos para aquele número com olhos de pensar: mais de um quilograma de lixo por dia, em média, para cada um de nós!

Daqui não concluo nada, porque hoje é domingo.



Jantar romântico submerso em embalagens de comida pré-cozinhada (Foto: Antoine Repessé)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!