quarta-feira, 20 de abril de 2016

Foi você que pediu mais três offshore?

Diário de Notícias

O nosso governo prepara-se para criar três novos offshore em Portugal e, como os outros, estes também estarão apenas ao alcance de alguns privilegiados. Bloco de Esquerda, acorda!

Onde, e o que são, estes novos «paraísos fiscais»? São em Bragança, Almeida e Elvas, onde o Estado financiará descontos nos combustíveis (cobrando menos imposto), ao que parece apenas para empresas de transporte rodoviário. Ou seja, gastando com alguns o dinheiro e a dívida de nós todos.

Não devemos ter medo das palavras, são mesmo «paraísos fiscais» - esta ideia de favorecer algumas empresas e alguns locais parece-me ser a única justificação para a medida, pois se fizesse parte do plano patriótico para que as pessoas não fossem abastecer-se em Espanha, ou até uma medida para favorecer o interior esquecido e ostracizado ou para melhorar a competitividade das empresas de transporte, abrangeria todos os consumidores e todas as áreas de fronteira. Sei lá, eu, camionista que entra por Chaves, empresa de transporte de passageiros que faz uma excursão de Vila Real de Santo António até Huelva ou residente que dá um saltinho de Valença até Tui, para tomar um café solo, posso sentir-me um pouco discriminado.

Mas, pior ainda, more eu onde morar e faça eu o que fizer, fico estarrecido com mais esta injustiça: então vão baixar o preço precisamente nos locais onde já havia combustíveis mais baratos (ali a meia dúzia de quilómetros, em Espanha)? Isto é mesmo a lógica dos offshore: os que mais têm são os que mais beneficiam deles e os que mais fogem a pagar impostos.

Ai, geringonça, geringonça...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!