segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Dias depressivos 2: a morte de Corto Maltese

O burlesco sempre fez parte do mundo de Corto Maltese, mas o ridículo não. Até nos momentos mais vulgares, Pratt mantinha Corto e Rasputine num nível aceitável. Os espanhóis que foram encarregados de fazer render a vaca das divinas tetas conseguem descer muito baixo. Mas o que é isto?








Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!