segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Regresso a Portugal, onde dizemos hamburger sem complexos

Regresso a Portugal, o país onde as famílias têm mais cães e gatos do que crianças. Onde os cães e os gatos cagam impunemente nos passeios, mas cujos proprietários (ou devo dizer amigos, companheiros, progenitores?) se sentem pessoas moralmente superiores. O país em que se escreve mal, com erros, em todo o lado, na vida pública e na privada, nas escolas e nos jornais. E que se usa e abusa do inglês. Tudo, claro, devido ao malfadado Acordo Ortográfico de1990, porque dantes tudo era perfeito.

Mas enfim... Chego de França, esse paraíso do Estado Social e dos subsídios europeus, onde também abundam os cães e gatos em cativeiro, que cagam igualmente nos passeios, e onde, com grande orgulho na sua cultura, se recusam a dizer ou escrever "hamburguer", preferindo o nacional "steak haché".

Por isso, acaba por nem ser mau estar de volta...







Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!