domingo, 16 de agosto de 2015

Bretanha: lendas de hoje

Os cabos abruptos do Raz e do Van fecham a baía, dita dos Trespassados, cujas águas cobrem a antiga capital do Rei Gradlon da Cornualha. Kêr-Is, a cidade pecadora, afundou-se nas águas do Atlântico, para castigar os seus orgulhosos habitantes. Para sempre? Talvez não. Uma antiga lenda diz que Is emergirá quando Paris (que, em bretão, significa «igual a Is») se afundar.

Não sei se será assim, mas notei que, do cimo da Pointe du Raz, parte um caminho longo para outra cidade, por aqui conhecida como Ven-Is, ou Venise. Veneza.


Outras versões, já que estou em Quimper. Contrariando o que se dizia aqui (olinguado.blogspot.fr/2013/11/bran-ruz-e-os-barretes-vermelhos.html), não notei agitação patriótica na Bretanha. Aliás, o "folclore" político-historico-cultural bretão amansou muito desde que aqui estive pela última vez, faz agora dez anos. O que vejo é o QB para agradar ao turista, como acontece um pouco por toda a França, este país habitado por parolos vaidosos, sempre à espera de um afago americano.


-----
Nota: de férias, na Bretanha, tiro umas fotografias e publico-as no Facebook. É um meio mais rápido, quase instintivo, e que favorece a interação com os outros. Preguiçosamente, acabarei por ir colocando aqui algumas dessa impressões. Sem ordem, sem regra.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!