terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Mexidos ou formigos?

Enfim, cada um lhe chama o que quer, o importante é comê-los! E a Lu, mãos de fada, fá-los muito bem.
Não são doces da minha predileção, nem sequer tradição, mas notem como o pão de Padronelo foi superiormente escolhido e comprado, ali em Gondar. E como está desfeito mesmo no tamanho certo, depois de desfiado lentamente à mão. Que cá o je também ajuda!


3 comentários:

  1. Pois é, o que nos faz falta, por aqui, é o insubstituível pão de Padronelo, como manda a tradição e receita competente...
    Os nossos estão um pouco mais escurinhos, mas também vão merecer fotografia.
    Boa Consoada lambareira!

    ResponderEliminar
  2. Nã nã, formigos de promeira som cum pom d'Ul. Nunca provei o de Padronelo mas sem dúbeda o d'Ul é milhor.

    ResponderEliminar

Esteja à vontade para comentar. E escreva na língua que lhe apetecer, mas escreva bem!